A partir de Outubro de 2017, ao entrar no seu 8º ano de existência, o Clube de Leitura em Voz Alta passou a Coro de Leitura em Voz Alta. Continua a ter uma periodicidade quinzenal e a acontecer na Biblioteca de Alcochete.

Os objectivos continuam a ser os mesmos; promover o prazer da leitura partilhada; a forma passou a ser outra.

namoros livrescos

e eis que começaram a surgir os primeiros namoros

A Teresa Pedrosa trouxe " O homem que lia romances de amor" de Luis Sepúlveda para a Alexandra Justino
(como a Alexandra não veio ontem, ainda não sabemos se o pedido será aceite)

A Helena Policarpo enamorou-se do livro "Histórias da terra e do mar" da Sophia de Mello Breyner Andresen, trazido pela Mila e saiu muito contente levando-o pelo braço.

A Ana Rita foi mais descarada e dedicou o seu "Pescador" à Virgínia que de bom grado aceitou.

A Cristina namorou por interposta pessoa e enviou o " Casos do Beco das Sardinheiras" de Mário de Carvalho para o Rodrigo. Veremos se o Rodrigo se enamora...

5 comentários:

  1. Nisto dos namoros livrescos, uma simples palavra faz toda a diferença...
    Alexandra não recuses já o pedido...olha que não era um homem qualquer que lia os romances de amor. Era um Velho! Isso faz toda a diferença.

    ResponderEliminar
  2. De qualque modo, Alexandra, também nem é tanto pelos romances que o velho lia...é mais pela mensagem ecológica que nos deixa.

    ResponderEliminar
  3. Olá Cristina,
    desculpa não ter respondido antes, mas não tive oportunidade de o fazer.
    Escrevi para dizer que aceito a proposta que me fizeste. Vou ler O livro e quando acabar apareço lá no clube para fazer uma visita.

    abraço para todos.

    Rodrigo

    ResponderEliminar
  4. Olá Rodrigo, que bom saber de ti.
    Já tinha saudades. Ainda bem que aceitaste a proposta e espero que gostes e te divirtas. Achei que era o teu género :)
    Mas se não gostares, não te apoquentes. Livros há muitos...
    Beijos e até qualquer dia
    Cristina

    ResponderEliminar
  5. Olá Cristina,

    O Rodrigo não tem endereço de email reconhecido pelo nosso blogue. É por isso que o comentário-mensagem dele aparece em meu nome.

    Beijinhos,

    Virgínia

    ResponderEliminar