A temporada de 2020-2021 foi cancelada na sequência da pandemia Covid-19.

Foi com grande tristeza que nos vimos forçados a tomar esta decisão, motivada pelo perigo de propagação da doença provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) e em nome da segurança e do bem-estar de todos os participantes.

A existência de um coro, como o CLeVA, não se coaduna com as regras de distância preconizadas como medida importante de redução da transmissão de covid-19. Ter várias pessoas juntas, a ler em voz alta, é criar um ambiente confortável à propagação do novo coronavírus se, entre elas, houver um caso positivo.

Voltaremos a avaliar a situação em meados de 2021 e então decidiremos se será possível retomar a actividade normal.


O Clube de Leitura em Voz Alta é agora Coro de Leitura em Voz Alta. Tem normalmente um periodicidade quinzenal e acontece na Biblioteca de Alcochete.

Os objectivos continuam a ser os mesmos; promover o prazer da leitura partilhada; a forma passou a ser outra.

... só ficou um bocadinho!

Aqui fica a receita base do bolo de maçã e nozes da Cristina (que na receita original nem leva maçã, nem leva nozes!).

200 g de manteiga
uma pitada de sal
4 colheres de chá de gengibre em pó
4 colheres de chá de canela
1 colher de chá de cravinho moído
1/2 colher de chá de pimenta preta
1/2 colher de chá de noz moscada moída
150 g de açúcar mascavado
3 ovos
200 g de farinha
manteiga q.b. para untar a forma

Pré-aquecer o forno a 160ºC.

Aquecer a manteiga numa caçarola. Misturar o sal, o gengibre, a canela, o cravinho, a pimenta e a noz moscada com o açúcar mascavado e a manteiga derretida.

Bater os ovos e adicionar ao preparado de especiarias.

Adicionar a farinha aos poucos e bater até a massa ficar com uma consistência macia.

Untar uma forma de bolo e encher com a mistura. Colocar numa posição apenas um pouco abaixo do centro do forno e deixar cozer durante cerca de 1 hora e 15 minutos. Deixar arrefecer na forma.

1 comentário:

  1. Devo dizer que em vez da manteiga, usei óleo vegetal. E a medida foi... aquela famosa chamada: olhómetro. E o açucar também não era mascavado. Era amarelo normal.
    Mas também devo dizer que já fiz a receita tal e qual e resultou sempre fantástico. O meu amigo holandês que ofereceu o livro que tem esta receita, diz que o bolo cheira e sabe igual ao da avó dele - espero que isso seja um elogio :))
    Cristina

    ResponderEliminar