Inscrições fechadas para a nova temporada 2019/2020

O Clube de Leitura em Voz Alta é agora Coro de Leitura em Voz Alta. Continua a ter uma periodicidade quinzenal e a acontecer na Biblioteca de Alcochete.

Os objectivos continuam a ser os mesmos; promover o prazer da leitura partilhada; a forma passou a ser outra.


próxima sessão virtual | 2 Junho 2020

a Eugénia, a Elisabete e a Lúcia lerão textos subordinados ao tema "PESTE".
Os textos poderão ler lidos individualmente ou em grupo.
Porque queremos continuar a rir, os textos ou a sua abordagem deverão ser cómicos 
e obviamente a sua leitura não deverá exceder os 3 minutos.

T10 S18 - sessão virtual

Apesar das novas tecnologias nos permitirem manter as nossas sessões ainda não nos permitem fazer o trabalho do Coro de forma eficaz. Assim, foi hoje decidido continuar até ao final desta temporada (final de Junho) em modo Clube de Leitura em Voz Alta.

T10 S17 - sessão virtual

no dia da língua portuguesa não podíamos deixar de nos reunir

a Virgínia leu um excerto de "Os dias do avesso"
de Eduardo Sá e Isabel Stilwell

a Cristina leu "Complexos" de Nuno Júdice de "A matéria do poema"

próxima sessão virtual | 5 Maio 2020

será responsável pela crónica humorística

próxima sessão virtual | 21 Abril 2020

será responsável pela leitura da crónica humorística

T10 S15 - sessão virtual

a Leonor leu-nos "O tio Lobo" de Xosé Ballesteros

porque o Coro de Leitores, nesta fase de estado e emergência pandémica, voltou a ser mais parecido com o Clube de Leitura em Voz Alta, houve outras leituras:


a  Graça e a Ana Maria leram "Epigrama" de Bocage

a Cristina e a Elisabete leram a crónica
"Ensinam os gatos" de Como é linda a puta da vida de Miguel Esteves Cardoso
a Maria José, a Vitória e a Ana Maria leram a crónica
"O grande homem" de António Lobo Antunes de o Primeiro Livro de Crónicas
a Rosa, a Gena e a Helena leram-nos
Kiki, o Gato de Papiniano Carlos de Era uma vez...
a Cristina leu "Interrogação" de Camilo Pessanha de Clepsidra


a Isabel, a Margarida e a Fátima leram
Charroque da Prrofundurra


Bom dia!
Um avise parra a malta que gosta de lorrear a pevide e cagarr-se prros outrres...
Se estão já a fazerr planos para sentarrem o cu nos vosses carrinhes parra virrem até à nha terra, o melhorr é ficarrem sogades. Eu explique perrquê...

O Rei do Choco...........tá fechade
O Leo do Petisco.........tá fechade
O Alface............tá fechade
A Restinguinha....tá fechade
O Verrde e Brranque.......tá fechade
O Pescadorr......tá fechade
O Pinga Amorr...tá fechade
A Figuêrrinha.....tá fechade
A Albarrquel....tá fechade
O Porrtinhe da Arrábida...tá fechade

Só cá estames nós Setubalenses, a cherrar que nem uma caixa de sarrdinhas com mais de 15 dias forra do gele, a falarr estrranhe e alte prra carraças e ainda a amandarr perrdigotes da boca prraforra, alguns estão coçarr os tomates, porrque há pouque prra fazerr e outrres a tirrar macaques do narriz prra comerr alguma prroteína, quisto na tá fácil prra ninguém...
Porrtantes nã digam que na forrem avisades e que chegam aqui e batem cus corrnes na rotunda dos golfinhes...
Sugirre que façam festas nos jarrdins das vossas casinhas, vistam-se de brranquinhe, metam uns colarres de florrinhas ao pescoce bebam uns Gins comam umas errvilhanas, mas fiquem perr casa, é o melhorr 

Charroque da Prrofundurra adaptado de Florbela Paulino


próxima sessão virtual | 7 Abril 2020

será responsável pela crónica humorística

T10 S14 - sessão virtual






ontem o CLeVA teve a sua primeira sessão virtual
nesta fase o Coro de Leitura volta a aproximar-se do formato de Clube de Leitura em Voz Alta



o Carlos leu-nos "O guarda-redes míope" de Álvaro Magalhães do "Limpa Palavras e outros Poemas"
e "A história da mãe que queria pensar em tudo" de Ursula Wölfel do "29 Histórias Disparatadas"
a Cristina e o Fernando lançaram um desafio ao grupo lendo "Jogada nº 45 - écloga" de Alberto Pimenta

Jogada nº 45 – écloga – Alberto Pimenta

as coisas que de dia não fecham
as coisas que de dia não abrem
as coisas que de noite não abrem
 as coisas que de noite não fecham

a coisa de josé de dia não abre
 a coisa de maria de dia não fecha
a coisa de mané de noite não fecha
a coisa de miló de noite não abre
 a coisa de antão de dia é o que se sabe
a coisa de milú de dia não deixa
a coxa de joão não abre não
a coxa de lurdes não abre nem fecha
o queixo de juca de dia não obra
o queixo de maria toda a noite se queixa
o caxo de antão também já não cobre
o caxo de joão que ninguém lhe mexa
a cuja de josé de dia não sai
a cuja de maria de dia não pode
a cuja de mané de dia não vai
a cuja das cujas nunca lhe acode

 assim se passa o tempo
assim sopra agreste o vento
e todos desencontrados
uns abertos outros fechados

de Jogo de Pedras
(edição de autor 1980)

próxima sessão virtual | 24 Março 2020

será responsável pela crónica humorística

T10 S13

hoje trabalhámos dois novos textos
a Cristina leu-nos a crónica "Campeão de Corridas" de José Eduardo Agualusa
do livro "A substância do amor e outras crónicas"

próxima sessão | 10 Março 2020

será responsável pela crónica humorística

T10 S12

o CLeVA em processo
a Delfina leu-nos "Reunião Histórica" do programa de rádio dos anos 80  "Pão com Manteiga"

próxima sessão | 25 Fevereiro 2020

será responsável pela crónica humorística