A temporada de 2020-2021 foi cancelada na sequência da pandemia Covid-19.

Foi com grande tristeza que nos vimos forçados a tomar esta decisão, motivada pelo perigo de propagação da doença provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) e em nome da segurança e do bem-estar de todos os participantes.

A existência de um coro, como o CLeVA, não se coaduna com as regras de distância preconizadas como medida importante de redução da transmissão de covid-19. Ter várias pessoas juntas, a ler em voz alta, é criar um ambiente confortável à propagação do novo coronavírus se, entre elas, houver um caso positivo.

Voltaremos a avaliar a situação em meados de 2021 e então decidiremos se será possível retomar a actividade normal.


O Clube de Leitura em Voz Alta é agora Coro de Leitura em Voz Alta. Tem normalmente um periodicidade quinzenal e acontece na Biblioteca de Alcochete.

Os objectivos continuam a ser os mesmos; promover o prazer da leitura partilhada; a forma passou a ser outra.

Maiores

Está confirmada a nossa tarde de poesia no Alcolar no dia 24 de Novembro (próxima 4ªfeira) pelas 16H15.

Haverá uma sessão extraordinária do CLeVA no próximo dia 23 de Novembro, pelas 20h00 na Biblioteca Municipal, para prepararmos o alinhamento e fazermos um ligeiro ensaio.

Até agora estão confirmadas as seguintes presenças:

- Paula Margato e Daniel, que vão ler "O Sr. Extra Terrestre
- Mariana, com "Pescaria" de José Paulo Paes
- Isabel e João, naturalmente com "O Menino disse..." de Helena Vieira da Silva
- Augusto, que vai ler "O Cântico Negro" de José Régio
- Mila "Gaivota" de Alexandre O´Neill
- Helena Ramos "Ao longo do caminho" de Miguel Sousa Tavares
- Teresa Prata "Voar" de Luísa Ducla Soares
- Virgínia lerá umas quadras do António Aleixo
- Alexandra Ferreira "Fado Maravilhas" de Raul Solnado
- Teresa "Quem me quiser" de Rosa Lobato de Faria
- Fernando irá ler um excerto do "Deserto" de JMG Le Clezio
- Cristina "Pedra Filosofal" de António Gedeão

Era bom que aqueles de nós que ainda não escolheram o seu texto, o façam o quanto antes.

Sem comentários:

Enviar um comentário